Entenda o que é self-checkout e como ele funciona

Entenda o que é self-checkout e como ele funciona

Com um empoderamento cada vez maior dos clientes, as empresas precisam se reinventar para ganhar destaque e manter uma imagem lucrativa no mercado. Diante desse cenário, novas tecnologias são desenvolvidas a todo momento. Mas afinal, você sabe o que é self checkout?

Neste artigo, vamos apresentar uma visão geral sobre o assunto, mostrando o que avaliar para entender se ele é uma opção viável ao seu negócio de varejo, além de explicar como o self checkout funciona. Continue a leitura e confira!

O que é self checkout?

O conceito vem sendo usado há alguns anos em países como Estados Unidos e Austrália. Embora não seja exatamente uma novidade, chegou ao Brasil com o objetivo de revolucionar o mercado, levando a ideia de autoatendimento a um novo nível.

Como o termo sugere, no self-checkout é o próprio cliente que passa as suas compras no caixa, sem precisar da presença de um funcionário para concluir a venda e receber o pagamento.

Quais são os diferenciais e os benefícios do self-checkout?

Um dos principais benefícios percebidos pelos gestores é a redução significativa dos custos com funcionários. Isso porque o trabalho de caixa será assumido pelo cliente, bastando um atendente para monitorar o funcionamento de várias máquinas.

Outra vantagem de contar com um sistema de self-checkout está relacionada com o espaço físico das lojas.

As máquinas são menores e ocupam menos área quando comparadas a um caixa convencional. Com isso, é possível otimizar os locais usados com mais expositores ou checkouts adicionais.

Além disso, o autoatendimento no self-checkout pode ser mais rápido do que aqueles realizados em caixas normais. Assim, é possível diminuir as filas, o tempo de espera dos clientes e, consequentemente, melhorar a satisfação com a sua empresa.

Como implantar o self-checkout no seu negócio?

Alguns fatores podem ajudar você a avaliar se vale a pena implementar essa ferramenta no seu varejo. Antes de tudo, é preciso entender como o self-checkout funciona e como colocá-lo em prática.

Diferentemente do que alguns gestores acreditam, investir em self checkout não é simplesmente colocar os equipamentos em funcionamento dentro da loja.

É preciso trabalhar em uma comunicação eficiente com os seus clientes, educando e estimulando o uso das máquinas.

Outra dica importante é posicionar o self-checkout sempre de maneira estratégica, de modo que facilite o acesso. Além de um lugar de destaque, é preciso pensar no espaço necessário para que o seu cliente realize o pagamento, sem aglomeração de pessoas ou qualquer tipo de desconforto.

Por fim, tenha sempre em mente que a falta de humanização no checkout precisa ser compensada de alguma forma. E uma boa maneira de fazer isso é trabalhando a experiência do cliente com outras interações durante a sua jornada de compra.

Este conteúdo ajudou? Agora que você já sabe o que é self checkout e como aplicá-lo em seu negócio, que tal receber outras dicas e novidades exclusivas para otimizar os trabalhos na sua empresa? Assine a nossa newsletter e tenha acesso aos próximos conteúdos do blog diretamente no seu e-mail.

Quer materiais gratuitos?

Fique por dentro das
novidades

Assine a nossa newsletter e receba em primeira mão todos os conteúdos e estratégias para o sucesso da sua empresa.

Fique por dentro das novidades
Newsletter

Quer saber mais sobre Métricas de Experiência do Cliente?

Newsletter Newsletter