fbpx

Inteligência Artificial no varejo: conheça diferentes aplicações e exemplos reais

Inteligência Artificial no varejo: conheça diferentes aplicações e exemplos reais

A Inteligência Artificial no varejo aos poucos tem feito parte do dia a dia das pessoas. Um exemplo é a Netflix, que indica a você séries e filmes, segundo os dados que o seu perfil consome. Essa é uma das aplicações da IA nessa plataforma, veja outras mais a seguir.

Saiba o que é a Inteligência Artificial no varejo

É uma inovação onde máquinas e sistemas imitam o pensamento humano graças a tecnologia.

A partir disso, essas ferramentas acionam os bancos de dados, a fim de interpretar e analisar diferentes tipos de comportamentos do cliente.

Segundo o analista Bob Hety, de início, investir em Inteligência Artificial no varejo tem um custo bem alto, no entanto, compensa. Pois sem ele, o varejista ficará para trás e perderá espaço no mercado que, aliás, está cada vez mais competitivo.

Por que utilizar a IA no varejo?

De acordo com um estudo da McKinsey, cerca de 25% das empresas já fazem uso da IA. 

E 60% dos varejistas confirmaram que os seus negócios possuem ao menos uma solução tecnológica. 

O benefício de tal aplicação, segundo a maioria deles, foi o aumento no faturamento. Assim, nos tópicos a seguir, veja outros motivos para incorporar a IA em seu varejo.

1- Experiência do cliente

A Inteligência Artificial no varejo abre portas para um atendimento ao cliente mais personalizado. Isso porque, os comerciantes podem obter dados de cada um como:

  • Histórico de compras;
  • Gostos;
  • Necessidades.

Com isso, o varejista oferece uma jornada de excelência ao cliente, de um modo mais efetivo, estratégico e inteligente.

2 – Melhor gerenciamento do estoque

Por meio de câmeras e sensores, fica mais prático identificar os produtos presentes no estoque. Dessa forma, é possível criar um plano de gestão com dados atuais e em tempo real, o que gera mais eficiência e uma noção melhor da demanda de mercado. 

3 – Identificação de tendências comerciais

A Inteligência Artificial no varejo permite a captura e armazenagem de dados estratégicos. Portanto, isso ajuda a analisar e identificar de forma precisa certos padrões e tendências do mercado. 

Conceito de conexão de tecnologia com renderização em 3D de dedo humano conectado ao dedo do robô. Inteligência Artificial no varejo.

Conheça os desafios da Inteligência Artificial no varejo

Os clientes estão cada vez mais exigentes e as inovações na tecnologia estão em ritmo acelerado. Por isso, cabe ao comércio fazer o máximo para atendê-los, enquanto se mantêm a par das transformações no mercado.

Um exemplo prático é em relação aos métodos de pagamento. Hoje em dia, os mais populares entre os clientes são:

  • Cartões com tecnologia de aproximação;
  • QR Code;
  • Carteiras digitais.

A Inteligência Artificial no varejo consegue analisar diferentes dados dos clientes e ainda, é capaz de notar alterações em seu comportamento. 

É essencial que a empresa se prepare para as novas demandas e esteja apta para mudar a sua cultura organizacional.

A Lei Geral de Proteção de Dados

Esse, sem dúvida, é outro grande desafio. Isso porque, a IA funciona a base de dados. Mas, para capturar essas informações, é preciso seguir diversas regras impostas pela LGPD

Além disso, é necessário fazer investimentos em segurança da informação, a fim de evitar problemas como vazamento de dados.

Exemplos práticos da IA no varejo

A seguir, você confere grandes empresas que agregaram a IA no varejo e como resultado, impulsionaram ainda mais os seus negócios.

Carrefour

Essa rede varejista bem conhecida tem dado passos essenciais para aplicar a IA em sua empresa.

De forma mais recente, ela abriu duas lojas 100% autônomas, onde todos os processos são feitos pelo app Scan&Go, no próprio ponto de venda físico.

Amazon

Ela, sem dúvida, é uma das pioneiras quando se trata de Inteligência Artificial no varejo. A e-commerce tem investido em lojas e mercados autônomos, sem contar a sua assistente digital, Alexa.

Os clientes fazem as compras nos pontos físicos sem qualquer contato com os funcionários. Assim, tudo começa na entrada, em que o celular do cliente se conecta a um app de forma automática.

Ou seja, por meio de códigos, câmeras e sensores inteligentes, essas ferramentas identificam os itens que o cliente tira da prateleira, coloca no carrinho virtual e por último, paga de modo online.

Magazine Luiza

Essa grande empresa, que investe em tecnologia e desenvolvimento, possui a sua própria assistente virtual no varejo, a Lu.

Homem negro segurando uma máquina de PDV, cliente pagando com relógio. Tendências da inteligência artificial.

Confira três aplicações da IA no varejo

Ela atua nos mais variados setores do varejo, afinal, é uma tecnologia versátil. Dessa forma, pode ser aplicada em duas frentes principais do comércio: na do cliente e no operacional.

De acordo com a Capgemini, ao utilizá-la nos processos de operação (estoque e entregas), é possível economizar mais de 300 bilhões para o varejo. Então, conheça três formas de aplicar a IA no varejo.

1 – Atendimento por chatbot

Mesmo sendo uma estratégia bem presente em sites e redes sociais, resta ainda um grande potencial para que essa tecnologia possa gerar mais vendas.

Por meio da Natural Language, eles têm adotado uma fala mais humanizada, no lugar de uma mensagem impessoal.

Um exemplo prático disso são os chatbots da marca Louis Vuitton, que propõe uma conversa mais fluida com os clientes e dá sugestões.

2 – Pontos de venda

A Inteligência Artificial no varejo não serve apenas para o ambiente digital, mas também para o físico. 

Nos chamados PDV, a IA oferece muito mais autonomia ao cliente. Por exemplo, nas lojas americanas da Amazon, após fazer o reconhecimento de sua identidade, o cliente pega os itens nas prateleiras e sai do mercado.

Ou seja, o pagamento é automático pelo celular, basta que o cliente tenha um cadastro prévio no app. De fato, um processo simples, prático e sem filas.

3 – Logística

As vantagens para esse setor são inúmeras, desta forma, conheças as principais logo abaixo:

  • Planejamento inteligente nas entregas;
  • Melhor coordenação entre prazos e destinos;
  • Economia;
  • Sustentabilidade;
  • Eficiência nos recursos.

Tenha melhores resultados no varejo com o uso da Inteligência Artificial

De acordo com a KPMG, em seu relatório sobre “Tendência Globais para o Varejo 2020”, a IA é uma tendência atual e para o futuro.

Isso porque, ela auxilia na automatização dos processos e no atendimento ao cliente. Aliás, para 2022, a expectativa é que a Inteligência Artificial no varejo tenha um investimento de cerca de 7 bilhões de dólares.

A previsão é de que essa tecnologia, com o tempo, se torne mais acessível para os varejistas.

Portanto, quem deseja reduzir as falhas de operação e tem como meta alavancar as vendas em seu ponto físico ou virtual, precisa conhecer os serviços da SAX e sua equipe especialista que está pronta para garantir que você dê ao seu cliente a melhor experiência possível.

Quer materiais gratuitos?

Fique por dentro das
novidades

Assine a nossa newsletter e receba em primeira mão todos os conteúdos e estratégias para o sucesso da sua empresa.

Fique por dentro das novidades
Newsletter

Quer saber mais sobre Métricas de Experiência do Cliente?

Newsletter Newsletter